Você já ouviu falar sobre Neuromarketing?

Você sabe por que alguns anúncios chamam mais a sua atenção do que outros? Isso acontece porque o nosso cérebro tende a dar maior relevância a algumas propagandas por conta da utilização de técnicas do neuromarketing. Para explicar como isso acontece e sua aplicação no e-commerce, fizemos esse artigo. Venha conferir!



O que é neuromarketing


Neuromarketing é a mistura de neurociência e marketing e tem como principal objetivo, entender o comportamento do consumidor através do inconsciente. As nossas tomadas de decisão começam a partir de determinados estímulos em partes específicas do cérebro:


  • Reptiliano: Que é responsável por ações de sobrevivência, como batimento cardíaco e respiração. Ele também é encarregado pelas sensações primitivas, como fome, medo e raiva;

  • Límbico: Diferente do repitiliano, ele é incumbido das emoções mais complexas. A sua função principal é armazenar dados e também é a parte do cérebro responsável por cuidar dos 5 sentidos;

  • Neocórtex: Parte que controla o raciocínio e o lado social. É responsável pelo questionamento na tomada de decisão.


Temos a falsa ideia que toda decisão é feita racionalmente, mas isso não é verdade. Imagine se a gente tivesse que estimular conscientemente o nosso cérebro para realizar ações como piscar, respirar ou até mesmo o nosso batimento cardíaco?


Para evitar um gigantesco cansaço mental que essa isso causaria, o nosso cérebro entra em “piloto automático” e realiza ações de forma involuntária.


Razão x Emoção


Já comprou algo por impulso e depois se arrependeu? Isso acontece porque o nosso consumo está baseado pela emoção e enquanto a justificativa é feita pela lógica. Quanto mais impulsiva for a tomada de decisão, maior a chance será a chance de converter visitas a sua loja virtual em vendas.


Existem muitas técnicas de neuromarketing que podem incentivar esse tipo de comportamento. Vamos listar as mais utilizadas:


Mensagem simples e direta


Menos é mais. Ao escolher textos curtos, tipografia simples e elementos que não dificultem a leitura da mensagem, a marca faz com que o cliente compreenda o que ela quer dizer de maneira fácil e rápida.


Preço é fundamental


Sempre buscamos pagar um valor que realmente atenda as expectativas do produto, não é mesmo? Utilizar a psicologia de ancoragem de preços pode ser considerado um diferencial.


Ganhando a confiança do público confiando nele


Uma forma de fidelizar o cliente é mostrar que confiamos nele. Por isso, várias empresas abrem uma versão de teste dos seus produtos por um determinado período (como a Netflix). Ao dar esse “voto de confiança” ao consumidor, esse sentimento se torna recíproco.


Recompensa


Quem nunca pensou falou para si mesmo que você era merecedor na hora de comprar algo? Essa sensação de auto-recompensa acontece porque o nosso cérebro vê no consumo um meio de comemorar uma realização ou como o remédio para uma frustração, utilizando as marcas como uma “válvula de escape” emocional.


Visual que chama a atenção


Sabia que as pessoas fazem um julgamento subconsciente sobre uma pessoa, ambiente ou produto nos primeiros 90 segundos depois do contato visual? Isso faz com que a aparência seja muito responsável com o sucesso de uma empresa.

Melhor não perder do que ganhar


Todo mundo já ouviu falar que “mais vale um pássaro na mão do que dois voando”. O nosso cérebro tende a entrar em estado de imediatismo para evitar perdas e desvantagens, sempre procurando situações onde o consumidor sairá beneficiado. Por isso é comum encontrar discursos publicitários como “compre agora” ou “últimas unidades”. 


Usando o neuromarketing no e-commerce


Para aplicar o neuromarketing no e-commerce, primeiramente é preciso fazer um mapeamento do comportamento do cliente no seu site. Com a evolução da tecnologia, hoje em dia é possível ter uma estimativa exata de quanto tempo as pessoas permanecem no seu site, onde o ponteiro do mouse ficou estacionado e o link que recebeu mais cliques.


Outra oportunidade é utilizar o gatilho mental da escassez. Quando o consumidor deseja comprar um produto e é informado que ele está em falta, isso faz com que na próxima vez que esse item estiver disponível, o cliente não pensará duas vezes para adquiri-lo.





Gostou de aprender mais sobre o neuromarketing e como ele pode ser utilizado na sua loja virtual?


Outro fator que pode influenciar diretamente no hábito de compra dos consumidores é a entrega, por isso, conte com os serviços do SGPweb e faça o controle de todas as suas postagens numa plataforma única!


Para mais dicas e atualidades do mercado, acompanhe o nosso blog e siga as nossas redes sociais.

Posts recentes

Ver tudo
banner-min.png

AJUDAR VOCÊ A VENDER MAIS!

AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS PARA E-COMMERCES E SELLERS DE MARKETPLACE UNIDAS EM UM EVENTO COM UM ÚNICO PROPÓSITO.

- 19 DE AGOSTO -