SAS ou SaaS?

Ambos termos existem, mas possuem significados distintos, algumas pessoas até mesmo confundem acreditando se tratar da mesma coisa. O SAS diz respeito a uma empresa que produz softwares e o SaaS se refere a uma empresa que faz uso de aplicativos. Estabelecendo uma diferença mais concreta, o SAS, ou Statistical Analysis System, foi inspirado em uma empresa que, surgida nos Estados Unidos, prestava suporte à GESTÃO de empresas usuárias de softwares. O SAS permite que a gestão ocorra a partir de um acesso direto a base de dados, com várias funções conexas que geram análises estatísticas e automação. Como ele permite essa funcionalidade possui, portanto, a vantagem de manipular diversos tipos de dados como fonte de informação personalizada.

O modelo de software como serviço, ou SaaS, vai oferecer às empresas a prestação de um serviço e não um produto, de forma que quem estiver ofertando esse serviço terá total responsabilidade pela estrutura de entrega do mesmo, como segurança de dados, conectividade, suporte e entre outros. A modalidade funciona como um serviço de assinatura corrente onde você paga mensalmente pelo serviço prestado, ou paga pelo pacote estabelecido no ato do contrato. A principal vantagem dessa modalidade é a de que não há gastos por parte do contratante que se isentará dos custos físicos e contará com suporte pela prestadora. Mas há também uma grande vantagem para as prestadoras desse serviço, por conta do contato estabelecido com a dinâmica das operações, permitirá que a empresa corrija erros de forma mais rápida e fácil, além de estabelecer mais relacionamento com o seu cliente.


O SaaS conquista cada vez mais aderências ao mercado de varejo, o SGPweb entra nessa modalidade oferecendo uma solução tecnológica logística de pré postagem, justamente por operar dados com eficiência e economia de hardware auxiliando os gestores na condição de suas operações diárias.


16 visualizações0 comentário