Superando dificuldades com a ajuda da Shopee

Atualizado: Mar 26

Quem tem o seu próprio negócio, sabe que imprevistos podem surgir, inclusive no varejo digital. Por isso, é preciso ter resiliência para enfrentar os desafios do dia a dia.


Hoje, vamos contar a história da Fernanda, uma cliente SGPweb que superou dificuldades e potencializou os seus resultados, com a ajuda da Shopee.

Como tudo começou

A loja virtual de Fernanda atua no segmento de acessórios para celular, games e informática. Há 2 anos atrás, em 2019, ela só vendia em apenas duas plataformas e tinha em torno de 4 ou 5 contas nelas.


Entretanto, um item da sua loja virtual foi restringido, resultando no bloqueio e cancelamento de todas as contas que ela possuía na plataforma. De repente, o que ela vendia (cerca de 50 pacotes por dia), foi resumido a praticamente zero. “Eu tinha um bom volume de vendas. De uma hora para outra, fiquei sem respaldo nenhum”, comenta.

Isso causou estranheza, pois ela nunca teve problemas com os consumidores. Sua reputação na plataforma sempre foi excelente, pois tinha um retorno bem legal por parte dos clientes.


Ela comenta que, por não ter um motivo real para justificar o bloqueio, ela ficou decepcionada com a plataforma. “Fiquei bem desanimada, porque imagine: você vende uma certa quantidade de produtos por semana, conta com aquilo”.

Fernanda ainda aponta outras dificuldades que essa situação trouxe, pois ela também atua no varejo físico. “Você faz compras baseadas naquele número para a loja física também, pois um negócio complementa o outro. No fim, ficamos sem nada”.

Ela até chegou a voltar a vender com um novo cadastro, não com o volume de antes, pois a loja literalmente começou do zero. Entretanto, as contas foram novamente bloqueadas e isso fez com que o desânimo fosse ainda maior.

Encontrando uma solução

A situação se agravou ainda mais, pois ela começou a ter o mesmo problema no segundo canal de vendas. Após um tempo sem vender, Fernanda procurou a Márcia, consultora da AGF com quem tinha contrato.


Assim, foi sugerido que ela abrisse uma conta na Shopee. No começo, a comerciante não acreditava muito no canal, pois já estava desacreditada das vendas online. Contudo, ela decidiu tentar.